Escola Proietti de Bom Senso

Nenhum creme de celulite tem 93% de eficácia, não dá para ter barriga de tanquinho com aquele aparelhinho dá choque no músculo, e ninguém que ficou bilionário com o mercado de ações vai realmente dividir os segredos em livros vendidos em aeroportos.

Tudo óbvio, não é? Não. Por incrível que pareça, o mundo está repleto de indivíduos sem nem um toque de bom senso. São os que gastam rios de dinheiro com livros de auto-ajuda, cremes, aparelhos de ginástica, complexos de vitaminas, títulos de capitalização, e tudo para quê? Preencher o enorme vazio dentro de cada um, que grita todo dia? Ser mais rico, mais bonito, mais saudável, mais mais mais qualquer coisa, na ilusão de um dia se tornar um ser humano completo e feliz.

Quando juntamos o vazio natural à falta obscena de bom senso da esmagadora maioria das pessoas, temos o maior mercado de todos, o da idiotice. Por algum motivo, jogo no Brasil é ilegal, porque jogos de azar não dão uma chance justa para o jogador. Mas e cremes de celulite? Que mulher em sã consciência não gostaria de ter menos celulite? E Shampoo antiqueda? Que homem em sã consciência não gostaria de perder menos cabelo?

Idiotas trabalham e ganham dinheiro igual a todos os outros, e chegou minha vez de explorar o nicho dominado por cosméticos caros, aquelas máquinas que engolem uma fruta inteira e cospem fora suco, e, claro, Herbalife.

Vou fundar a Escola Proietti de Bom Senso. Meus alunos serão pessoas comuns, mas que não tiveram, de alguma forma, aquela dose fundamental de desconfiança e desilusão, fundamentais para um bom senso aguçado. Os alunos viriam por recomendação dos amigos, cansados de precisarem explicar que todas aquelas frases do Big Brother que viram bordões são escritas por roteiristas da Globo, e que manga com leite não mata.

A primeira lição (depois de descontado o cheque do módulo um) é nunca mais pagar para aprender algo impossível de ser ensinado. Depois podemos evoluir para casos mais específicos. Exemplo? Se um creme contra celulite diz ter 93% de eficácia, bom senso diz que devemos conferir no verso da embalagem, para entendermos o que exatamente quer dizer isto. O verso, claro, revela que, num estudo do fabricante, feito com 100 mulheres, 93% perceberam alguma melhora após usar o creme. Só aí temos viés, amostragem pequena e um resultado imensurável e impossível de avaliar. Mais fácil de identificar que isso, só aqueles mendigos velhinhos que, aparentemente, estão tentando voltar para Manhuaçu há 15 anos e nunca conseguem juntar o dinheiro da passagem.

Entendeu como funciona? Agora ande na linha e pense antes de falar, antes que seus amigos façam uma vaquinha para te dar o Módulo I da Escola Proietti de Bom Senso.

6 comentários:

Anônimo disse...

Nenhuma menção às incríveis pílulas aumentadoras de pinto?

André disse...

Quando começam as aulas mestre Matias?

Guik disse...

Quantos modulos tem o curso?

Anônimo disse...

mtias x bom senço..... estranho!

Matatas disse...

As aulas são online, toda sexta-feira, no matatas.blogspot.com, e são infinitos módulos, para cobrir a infinitude dos limites da falta de bom senso!

ah, e estranho é senso com ç!!

Jacques disse...

Quero ser monitor dos módulos de lotechbulshit.