Novela para quem não agüenta o tranco.

Novelas são uma bosta, e todos os envolvidos com tais atrocidades são vermes imundos que deveriam ser estuprados, esquartejados em praça pública e incinerados numa grande fogueira coletiva. Não necessariamente nessa ordem.

“Hoje vi duas pessoas conversando sobre um homicídio brutal e, ao prestar atenção na conversa, percebi que falavam da trama de uma novela” é como mentirosos começam a escrever textos criticando cultura de massa e entretenimento barato. Parece que é impossível falar do lixo cultural vomitado pelos canais abertos sem primeiro dar um tom de Manifesto pela Libertação do Povo Alienado por Televisão. Depois disso, para arrematar, vem algo como “não é a toa que o país está do jeito que está” e “como poderíamos esperar uma democracia séria em um país onde blá blá blá”.

Eu nunca começaria um texto assim. Começaria com um período categórico e simplista, e emendaria num resto de frase grotesco o suficiente para garantir comentários inflamados. Adoro quando alguém leva tão a sério algo que não levo nada a sério a ponto de escrever um comment repleto de revolta e indignação. Continuem escrevendo, cordeirinhos inocentes, que minha ereção egocêntrica triplica de tamanho cada vez que alguém fica cego de raiva com alguma idiotice que postei neste pequeno clube de fetiches da minha própria arrogância.

Depois, argumentaria de forma (quase) razoável, logo antes de criar uma metáfora de mal gosto.

Absorção de bens culturais é um processo complexo, que exige conhecimento prévio e, ocasionalmente, um tipo de personalidade específico. Parágrafos inteiros de Alta Fidelidade ficam sem sentido para quem não tem um mínimo de interesse por música pop de 1965 a 1996. Para ler Cat’s Cradle e entender o conceito de Bokononismo é imprescindível um senso de humor apurado e um pouco questionável.

Por isso é muitas vezes difícil compreender a fundo algo destinado a outros públicos, principalmente públicos mais informados. É igual sexo anal. Imagine Grande Sertão: Veredas como uma pistola enorme, e sua mente como um cu. Se for um rabo virgem e inexperiente, a entrada vai ser dolorosa e a fruição, zero. Agora, se o ânus mental já estiver arrombado e bem lubrificado, o Rosa escorregará para dentro sem o menor problema. Algumas coisas foram criadas para Cicciolinas intelectuais, cujas mentes não sentem nem cócegas com os membros diminutos e murchos da TV aberta. Já reparou como longa-metragens infantis sempre têm algumas piadas lascivas, exclusivas para os adultos? Os pimpolhos caem em gargalhadas com as besteiras mais inocentes, mas só os pais riem da putaria cuidadosamente colocada.

Paralelamente, novelas foram projetadas para mentes que, como as de pequenas criancinhas idiotas, não captam nada além do que lhes é mostrado de forma clara e direta. Mentes que não agüentam nada além de um micropênis cultura. As novelas são a quintessência da fantasia barata, repletas de justiça cósmica e resoluções para os problemas que, na vida real, seguem atormentando a quase todos. No fim das contas, coisas boas acontecem com pessoas boas e coisas ruins com pessoas ruins. Desafio qualquer um a citar uma novela que não tinha nenhuma menina pobre que acabou ficando com um rapaz rico no final, depois de muito sofrer nas mãos de alguma megera (que acaba morrendo, diga-se de passagem). Novelas são um sonho erótico budista, de tanto carma. Sempre há um equilíbrio final de todas as forças que atuaram durante o desenrolar do tépido festival de frases idiotas e situações óbvias e superficiais que as pessoas chamam de “trama” e eu chamo de 9 centímetros, duro.

Mas isso também é lindo. De verdade, é uma forma extremamente eficiente de entretenimento. Ajuda a suavizar a dor e o tédio da existência cotidiana, criando um mundo paralelo, onde não existe dor e sofrimento que dure além do fim da história. É um paraíso utópico de finais felizes e propagandas de margarina fantasiadas de cenas espontâneas em mesas de café da manhã. Só não é para nós.

Por “nós”, estou falando dos seres pensantes e relativamente alfabetizados que habitam o planeta Terra, uma parcela em torno de 5,7% da população total.

14 comentários:

guilherme disse...

Eu racho de rir da estupidez deste idiota arrogante!!!!

Guik

Jax disse...

Prosicutto, finíssimo. Liberte o dujo que existe em você.

Manuel Rolim disse...

To com a impressão de que este primeiro comentário é uma tentativa de elogio...

Anônimo disse...

O que acho deplorável na maioria delas é a reprodução acrítica de papéis e valores prá lá de podres e
conservadores ... TK Tetéia

Rebs disse...

Eu adoro trepar com Diadorim, Riobaldo e cia... (e olha que eram muitos...), mas um pênis cultura de nove centímetros às vezes tem seu lugar... quando faltam outros... ou quando a buceta do cérebro já está meio dolorida de tanto trepar com os "grandes"...
rsrsrsrs!

André disse...

A qualidade dos textos vem aumentando parabens matias

saintcahier.livejournal.com disse...

Tudo isso é verdade... mas eu adorei o desfecho de Paraíso Tropical, vocês não?!

cb disse...

eu ia malhar o Nick Hornby mas o texto ficou tão bom que a minha antipatia por ele até passou. Acerbic, sharp and cynical, almost a Hank Moody matas...

Matatas disse...

A teoria se comprova! Mais radicalismo = mais comentários. :p

Matatas disse...

A teoria se comprova! Mais radicalismo = mais comentários. :p

Daniel Poeira disse...

Discordo de alguns pontos, como por exemplo o que de que o bem sempre vence no final. A Globo sempre acompanha a opinião do público, e muitas vezes isso acaba forçando os roteiristas a darem finais mais dignos para vilões - isso quando eles não fogem do Brasil e terminam a novela na Europa, cheios da grana e bebendo champagne. Já aconteceu mais de uma vez. Também houveram vários casos de casaizinhos puros e apaixonados que acabaram sendo varridos para debaixo do tapete, enquanto casais de escroques e vilões ganhavam destaque na trama por serem mais "calientes". O povo não é bobo!

Anônimo disse...

É isso mesmo! O povo é idiota, mas não é bobo!

Anônimo disse...

uahuahuhaua mtoo bom se pelo menos metade da população pesasse assim ....(se tiver tempo para pensar nem q seja depois da novela)
o Brasil estaria beem melhor
=D

obrigado

Anônimo disse...

Amiable fill someone in on and this post helped me alot in my college assignement. Gratefulness you seeking your information.